Se alguém ainda duvida da importância de conhecermos o passado para construirmos o nosso futuro, então que revogue todos os conhecimentos acumulados pela humanidade até a presente data. J.U.Nassif

quinta-feira, maio 30, 2013

IRMÃ LUIZA BERTAZZONI

IRMÃ: LUIZA BERTAZZONI
Faleceu na cidade de Piracicaba aos 68 anos de idade e era filha do Sr. Ferrucio Bertazzoni e da Sra. Angelina Chinelatto, ambos falecidos.
Falecimento: 29/5/2013  Velório: R. BOA MORTE - 1.955 - CENTRO
Sepultamento: 30/5/2013 - 15:00:00
Local: CEMITERIO DA SAUDADE

EM SUA HOMENAGEM PUBLICAMOS ENTREVISTA REALIZADA EM 2008 NOS ESTÚDIOS DA RÁDIO EDUCADORA DE PIRACICABA 1060 KHERTZ.




PROGRAMA PIRACICABA HISTÓRIAS E MEMÓRIAS
Produção e apresentação Jornalista e Radialista JOÃO UMBERTO NASSIF
Transmitido pela RÁDIO EDUCADORA DE PIRACICABA AM 1060KHERTZ
aos sábados das 10:00 ás 11:00 horas da manhã.
Contato com João Umberto Nassif :e-mail:joao.nassif@ig.com.br
Este programa está também transcrito no site www.teleresponde.com.br
O Primeiro Setor corresponde à manifestação popular, que pelo voto confere poder ao governo. É o Estado. O Segundo Setor corresponde à livre iniciativa, que opera a agenda econômica, utilizando-se do lucro. É o mercado. O Terceiro Setor corresponde às instituições com preocupações e práticas sociais, sem fins lucrativos, que geram bens e serviços de caráter público, tais como: ONGs, instituições religiosas, entidades beneficentes etc.






ENTREVISTADA: IRMÃ LUIZA BERTAZZONI DA CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS FRANCISCANAS DO CORAÇÃO DE MARIA.


Nosso objetivo principal é dar uma pequena imagem de quem foi Irmã Cecília, que muitos piracicabanos conhecem como nome de rua, Rua Madre Cecília muitos sem saberem da importância dessa religiosa. Madre Cecília, ou Mamãe Cecília como é carinhosamente chamada, nasceu em Piracicaba aos 7 dias do mês de julho de 1852, filha de Pedro Liberato Macedo e Rosa Martins Bonilha, foi batizada com o nome de Antonia. No dia 11 de fevereiro de 1888, na presença do Padre Francisco Galvão Pais de Barros, por imposição paterna, casou-se com Francisco José Borges Ferreira, português, com quem teve três filhos: João, Antonio e Rosa. Seis anos após, ficou viúva e foi com seu trabalho de costureira que conseguiu criá-los. Piracicaba contava com 10.540 habitantes em 1888. Em 1895 ingressou na Ordem Terceira Franciscana, recebendo o nome de Irmã Cecília do Coração de Maria Aos 6 de janeiro de 1896, sentiu uma inspiração de Deus, que expressou às suas companheiras de trabalho e ao Diretor Espiritual da Ordem Terceira Franciscana - Frei Luiz Maria de São Tiago: “desejava arranjar uma casa, onde, junto com outras Irmãs Terceiras, pudéssemos viver a oração, o trabalho, ajudando os Capuchinhos em suas missões”. dizendo que essa casa seria “um asilo para as meninas órfãs”. As Irmãs Terceiras, confiantes no Coração de Maria, começaram a pedir ajuda ao povo para essa construção que foi inaugurada aos 2 de fevereiro de 1898. No dia 30 de setembro de 1900, sete Irmãs Terceiras por graça de Deus, davam início à Congregação das Irmãs Franciscanas do Coração de Maria. Madre Cecília era a superiora geral da nova Congregação. Transcrevemos na integra, texto publicado na época: “Estracto para publicação dos estatutos da Asylo de Nossa Mãe Artigo 1o – Com denominação de Asylo “de Nossa Mãe”, fica fundado com sede e estabelecimento na cidade de Piracicaba, um instituto destinado a educar e sustentar meninas desvalidas, orphams ou não,sem distinção de cor ou classe. Artigo 7o – O asylo será representado activa e passivamente em Juízo e em geral nas suas relações para com terceiros pela Directora, que poderá outhorgar mandato em delegação de poderes. Artigo 8o - A administração fica a cargo exclusivo da Directora, com as restrições expressamente consignadas nestes estatutos. (Essas restrições só dizem respeito à admissão ou retirada de algumma aluna,benfeitora ou mestra.) Artigo 3o – Os membros do Asylo não respondem subsidiáriamente pelas obrigações que os seus representantes comtrhirem expressa ou intencionalmente em nome della. Artigo 6o das disposições transitórias. Fica a directora auctorizada a fazer inscrever estes estatutos e a fazel-os publicar no jornal official do estado, na forma da legislação em vigor. Pelo Art. 9o das mesmas disposições foi declarada directora a sra. D. Antonia Martins de Macedo. Piracicaba, 27 de outubro de 1896 – Antonia Martins de Macedo”. A primeira pedra ficou bem embaixo de onde se vê , até hoje , o quadro de Coração de Maria. No dia 2 de fevereiro de 1898, mesmo sem estar feita a instalação da água, o Asilo foi inaugurado.


Existe um quadro do Coração de Maria exposto em uma das janelas, de tal forma que todo transeunte pode vê-lo?


Esse quadro tem um significado muito grande para nós. Frei Luiz Maria de São Tiago, no dia 21 de setembro, aos 22 anos de idade, recebeu o hábito dos capuchinhos, no noviciado da Província de Trento, Itália, no convento de Ala. Ele era colaborador de Irmã Cecília. Quando foi enviado da Itália para o Brasil, ao receber um quadro do Coração de Jesus do Papa Leão XIII , com a incumbência de propagar a devoção ao Coração de Jesus, por isso a Igreja dos Frades é Igreja do Sagrado Coração de Jesus, ele decidiu propagar também a devoção ao Coração de Maria. Quando foi construído o Lar Escola, foi ele quem esboçou aquele espaço para que um quadro sempre iluminasse a vida daqueles que passam à frente do Lar Escola. Na fachada lia-se: “Asilo Coração de Maria nossa Mãe” e um quadro do Coração de Maria, sempre iluminado ocupa a janela mais alta até os dias de hoje. Já são mais de 20 quadros utilizados nesses mais de 100 anos. De tempos em tempos temos que mudar por causa do efeito do sol que incide sobre o quadro. O sol queima a pintura.


Existe um espaço de relíquia da Mamãe Cecília no Lar Escola?


Costumamos dizer que é um espaço de relíquia. Tem as últimas coisas que ela usou, que pudemos guardar e conservar até hoje. Inclusive coisas que se desgastam rapidamente como tecidos por exemplo. Estamos conseguindo conservar um pouco.


Como é a história da construção do Asilo?


Mamãe Cecília, como sabemos, foi casada, e teve três filhos, sendo que a sua filha Rosa era portadora de deficiência múltipla, dando bastante trabalho. (Rosa era cega e deficiente mental). Viveu por 65 anos. Seu marido Francisco José Borges Ferreira faleceu no dia 7 de dezembro aos 43 anos de idade. Antoninha tinha 41. O pai de Antoninha Pedro Liberato de Macedo morreu aos 88 anos de idade e sua mãe Rosa Maria Bonilha faleceu três meses depois no dia 5 de março de 1894. Antonia completou 42 anos de idade em 7 de julho de 1894. No ano de 1895 os capuchinhos inauguraram a Igreja do Coração de Jesus em Piracicaba. A Ordem Terceira Franciscana é constituída de homens e mulheres que não deixam suas famílias nem seus trabalhos. Muitas fraternidades da Ordem Terceira do Brasil Imperial eram verdadeiros clubes que reuniam pessoas influentes e poderosas, como um sinal de prestígio e para garantir algumas vantagens como...jazigos em cemitérios! O Papa Leão XIII enfrentou uma corajosa reforma para que a Ordem Terceira voltasse à suas origens. Irmã Cecília foi nomeada conselheira da Ordem Terceira. Constam ainda como terceiras Dona Maria das Dores Morato (Da. Mariquinha) e Dona Luiza Josefina de Matos (Da. Luizinha). Um dia passando pela Rua Boa Morte com sua amiga, Da.Mariquinha Morato na altura onde ficava nesse tempo a casa provisória dos capuchinhos, Da. Antonia ficou encantada com uma bela paineira em flor, do outro lado da rua, e manifestou que aquele poderia ser um bom lugar para construir o Asilo. Disse então: - Eu gostaria tanto que a casa fosse construída no lugar dessa paineira. Mas aonde vamos arrumar o dinheiro necessário para adquirir esse terreno? Dona Mariquinha disse: Já é seu! Esse terreno é a minha herança de família! Foi a mais forte manifestação de que Deus queria que essa casa fosse erguida! Muitas crianças nesses mais de 100 anos já tiveram seu aconchego, seu descanso, seu alimento.


Como funciona hoje o Lar Escola?


Funciona como creche. Até a década de 1980 era internato, abrigo para meninas, ali eram abrigadas até 130 meninas abandonadas, órfãs, que não tinha com quem ficar. A partir do Estatuto da Criança e do Adolescente veio a proposta do desinternamento. Foi um longo processo que fizemos para que nenhuma criança ficasse abandonada, na rua. A partir daí passou a funcionar como creche e educação complementar. Hoje temos cerca de 250 crianças de 2 a 11 anos. Nota do Jornalista: Em 20 de novembro de 1989, a Assembléia Geral das Nações Unidas, aprofundando a Declaração Universal dos Direitos da Criança de 1959, adotou a Convenção sobre os Direitos da Criança (uma carta magna para as crianças de todo o mundo). No ano seguinte, o documento foi oficializado como lei internacional. Hoje, a Convenção é ratificada por praticamente todos os países do mundo, excetuados Somália e Estados Unidos. No Brasil regulamentamos a CBO - Classificação Brasileira de Ocupações. 5198 :: Profissionais do sexo. Por questão de bom senso, deixo para os legisladores e estudiosos do assunto analisarem e detalharem a matéria.


Aonde a senhora acredita que estão as possíveis 130 meninas que poderiam estar abrigadas aqui no Lar?


Hoje, se olharmos tantas unidades da Febem com situações sérias, é possível que não teríamos o passo do desinternamento. Não seria uma Febem, mas seria um abrigo com crianças com encaminhamento, saem aos 18 anos já com emprego. Algumas das meninas bem adiantadas em seus estudos.


O mesmo acontece com o Lar Franciscano de Menores?


Também! Um dos serviços que eles prestavam à comunidade era o de encadernação. Um trabalho de muito boa qualidade.


Hoje o Lar dos Velhinhos de Piracicaba recebe uma importantíssima atuação das irmãs?


A partir de 1917 nossas irmãs começaram a trabalhar lá. São quase 90 anos de serviços prestados aos idosos. E de serviço à saúde. No ano passado completamos 90 anos cuidando de doentes na Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba.


O começo do Lar Escola foi difícil?


De 1898 a 1900 apenas era o Lar Escola. Cuidando de crianças. No dia 2 de fevereiro de 1898 , mesmo sem estar feita a instalação de água, o Asilo foi inaugurado. Era um edifício muito simples e pobre, que existe até hoje. Tinha três andares para economizar terreno. Naquele dia instalaram-se D. Antonia com quatro companheiras da Ordem Terceira Franciscana., seus três filhos, e as duas órfãs. Elas porém não eram freiras. Simplesmente moravam juntas, viviam uma vida religiosa. A casa era tão pobre que elas, quase sempre trabalhavam descalças. Alguém lhes doou doze latas de marmelada, abriam uma lata cada vez que entrava uma órfã: a lata vazia servia de prato. Até que Luiz de Toledo, um comerciante, visitou a casa e , e vendo aquela pobreza mandou um bom donativo de talhas, pratos, jarras e outros utensílios. Em 1900 foi fundada a Congregação. Com sete irmãs. Logo no início, ficando com sua filha Rosa, de oito anos de idade, mandou os filhos João, com sete anos e Antonio com cinco anos , para o Liceu Coração de Jesus, mantido pelos padres salesianos em São Paulo, sendo que as despesas correram por conta do Sr. José Estanislau do Amaral e segundo dizem, também Da. Tereza de Jesus Aguirre auxiliou. Mamãe (Madre) durante doze anos abriu novas casas, e cresceu o número de irmãs.


A senhora sente alguma diferença da criança de hoje com relação à criança de alguns anos passados?


Existem grande diferenças. Trabalho na educação há quase 40 anos. Os meios de comunicação toda à parte da mídia, liberam instintos, que não são bem direcionados. Hoje sentimos as crianças muito mais liberais, mais questionadoras, mais atrevidas. Não se conformam com certas coisas. São princípios da educação que tentamos passar mas encontramos resistência. Porque? Porque existe uma babá eletrônica, que é a televisão, aonde aprende a responder para o pai, para a mãe, para as autoridades.


Quanto à história do chalé?


Madre Cecília recebeu uma carta do Bispo Diocesano de Campinas, Dom João Batista Correa Nery, aonde dizia: “Madre,[...] cumprimentos. Se a senhora puder conservar os seus filhos do locutório para fora (Locutório é o compartimento separado por grades, donde falam as pessoas recolhidas em conventos, prisões etc. com as de fora que as procuram) poderá ficar em qualquer casa.; do contrário, ficará dispensada da Comunidade, em lugar onde possa recebe-los e cuidar deles”. Pouco tempo antes, uma sua benfeitora, tinha comprado para a Congregação uma casa vizinha ao Asilo, com um lote intermediário. Pertencia a uma tal de “Nhá Eva” e de lá vinha sempre muito barulho. Mamãe Cecília, brincando, chamava o lugar de “urupuca da cabocla”. Era um sobradinho a que as irmãs apelidaram de “o chalé”. Quando o bispo perguntou se não tinha aonde alojar a fundadora, essa foi à casa indicada. Teve de ir para lá, com sua filha Rosa, cada vez mais insuportável por causa dos seus gritos, e com a dedicada Irmã Maria do Carmo que lhe fez companhia até o fim. Esse chalé foi adquirido em nome do Asylo Coração de Maria em 1910, seus proprietários eram: Sr. Veridiano Rolim Barbosa e Sra. Maria Joaquina Barbosa, ficava na Rua Saldanha Marinho, 13 atual Rua São Francisco. Madre Cecília morou nessa casa por 31 anos. Esse chalé foi derrubado e foram construídas algumas casas para sustento do Lar.


O chalé está sendo reconstruído?


Hoje está sendo reconstruído não o chalé, mas um pequeno espaço de oração. Onde as pessoas podem ir lá, rezarem, se encontrarem, bem nas costas aonde era o chalé. Existe a maquete do chalé na sala de lembranças.


Tem uma fotografia mostrando religiosos ajoelhados na porta do chalé, simboliza o que?


Todos os anos, ela enfeitava a sacada do chalé, eram dois pavimentos, a parte de baixo com belas flores, e era um dos lugares aonde o Santíssimo parava e todo o povo rezava naquele momento de uma maneira especial. O chalé era mesmo a casa da Mamãe Cecília. Um lugar da Eucaristia. Mamãe Cecília tinha um amor muito grande por Jesus.E a noite quando ela acordava,ela visitava em pensamento todas as igrejas de Piracicaba. A gente sente em Mamãe Cecília uma pessoa muito envolvida com a comunidade, com a sociedade, com a pobreza, com os necessitados.


Quando a catedral sofreu um incêndio ela fez um apelo pelo jornal aos piracicabanos, dizendo que ela conhecia a generosidade deles e tinha a certeza de que todos iam doar se não me engano, 2 reais para a reconstrução da Catedral.


A documentação para a canonização de Madre Cecília foi reunida, tendo inclusive o Monsenhor Luiz Giuliani como secretário da causa. São aproximadamente trinta volumes que foram enviados a Roma. Acompanhei de perto. Hoje em Roma o processo já está se encaminhando, a questão das virtudes heróicas. Existe um sumário, onde se colocam as virtudes heróicas de Madre Cecília. São elas: a dedicação ao pobre, a disponibilidade, a obediência, o carinho e a dedicação para o doente, para o velhinho, para a criança. A fé que ela tinha. O cuidado com as crianças. Isso praticamente está pronto. Foi tudo traduzido para a língua italiana, hoje está se fazendo uma outra biografia documentada, Irmã Armanda Franco Gomes de Camargo é a responsável na Congregação pelo processo. Estamos já na fase dos milagres. Por isso todos aqueles que alcançam graças por interseção de Madre Cecília devem se comunicar com a Congregação descrevendo. Às vezes são verdadeiros milagres que acontecem, e não apenas pequenas graças. O telefone para comunicar-se é (19) 32329922 em Campinas, com a Irmã Cristina. Ou então escrevendo para a Rua Barão de Jaguara,140 Campinas. Ou ainda aqui em Piracicaba, a Rua Boa Morte 1955. Nós podemos ajudar na redação do texto. Pode ser encaminhado ao Lar Escola através do E-mail : larecmnm@terra.com.br. (É fácil guardar o endereço eletrônico são as iniciais de: lar escola coração Maria nossa mãe). Mamãe Cecília durante esse tempo em que ela ficou no chalé ela dava muitas bênçãos. Era chamada “Mulher das Bênçãos”. Essas bênçãos eram de acordo com a conversa que ela tinha com as pessoas. Hoje somos aproximadamente 200 irmãs, espalhadas em 8 estados do Brasil. Temos a Irmã Celina, missionária na África. Queremos no próximo ano se Deus quiser iniciar uma tramitação para que a força do carisma de Irmã Cecília também vá para a África. Esse carisma é ter o coração de mãe como Nossa Senhora. Nossas irmãs hoje trabalham na saúde, em hospitais, com crianças, em várias creches, na educação em colégios, com lares de velhinhos e na pastoral. Estamos abrindo também um novo ramo na Congregação, que é para os leigos Franciscanos do Coração de Maria. Pessoas casadas, que queiram ter esse coração como o de Nossa Senhora. Viver o carisma. Temos uma reunião por mês, de formação, e a expressão do carisma é onde você estiver, aonde você trabalha. O nosso encontra é todo segundo sábado do mês, a partir das 3 horas da tarde até as 4 horas aproximadamente. É um momento de formação para aquelas pessoas que querem viver como nós, que vivemos esse carisma de ter um coração como o de nossa senhora. Isso é para jovens, casados, solteiros, para todas as situações da vida. Todo ano no primeiro domingo de setembro fazemos uma peregrinação. Tem pessoas que vêm do Rio de Janeiro, do Paraná, da Bahia, Minas Gerais. Passam o dia em oração e reflexão, em convívio com Mamãe Cecília. Visitam o quarto, conhecem a sua história. O encontro se dá das oito e meia da manhã ás quatro horas da tarde. No próximo dia 3 de setembro a comunidade toda de Piracicaba e região está convidada. Entrem em contato conosco, dando sua adesão, para termos uma idéia se temos que colocar mais água no feijão! (risos). No último encontro participaram aproximadamente 450 pessoas. Pouco adianta as palavras. O exemplo arrasta. É marcante que fundada a Congregação em 1900, em 1904 ela vai para Descalvado, em 1905 em Descalvado mesmo ela inicia outra obra o Externato Imaculada Conceição.Logo depois em 1906 vem o Hospital de Jundiaí. Em 1914 a Santa Casa de Limeira. Mamãe Cecília tinha o coração voltado para quem sofria ! Hoje temos aproximadamente 34 casas. Mas se formos olhar quantas abrimos e saímos, porque o nosso carisma é de peregrinas, como São Francisco, esse número atinge cerca de 80 e poucas casas! Inclusive no Amazonas! Já estive lá várias vezes.








Arquivo do blog