Se alguém ainda duvida da importância de conhecermos o passado para construirmos o nosso futuro, então que revogue todos os conhecimentos acumulados pela humanidade até a presente data. J.U.Nassif

"A força está na serenidade do ânimo e no equilíbrio dos sentimentos."

quinta-feira, julho 06, 2006

O MILAGRE DE N.SRA. DO CARMO


O MILAGRE DE NOSSA SENHORA DO CARMO

Por volta de dezembro de 1930, aproximadamente, um senhor de meia idade, solteiro, era sócio de um casal em um estabelecimento comercial. Como o vínculo comercial e pessoal era muito forte, ele praticamente fazia parte da família, morando na mesma casa. A mulher do sócio é quem cuidava de sua alimentação e vestes. Viviam em um relacionamento fraternal. Assim foi por muitos anos.
Um dia, sabe-se lá como, ele descobriu que o casal desviava dinheiro da sociedade. Seu transtorno foi enorme. O desejo de vingança foi atiçado. Embarcou em um trem da então Companhia Paulista e dirigiu-se para São Paulo, seu propósito era adquirir uma arma e exterminar o sócio que o havia enganado. No centro de São Paulo havia diversas casas que comercializavam armas. Era dia 24 de dezembro, o centro fervilhava de pessoas realizando compras. Alguma força superior o levou a antes de adquirir o instrumento de vingança a entrar na Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Podemos até supor que seja para pedir perdão antecipado do crime que iria cometer. Ao sair da Igreja um vendedor de bilhetes de loteria ofereceu-lhe o bilhete de Natal, que correria naquela tarde. Por fé, ou para livrar-se do bilheteiro, acabou comprando.
Naquela tarde, o incrível aconteceu. Ele ganhou o prêmio maior. Uma fortuna.
Motivado pela bolada ganha, abandonou o plano de assassinar o sócio.
Resolveu construir o primeiro e mais belo sobrado acima da linha do trem , no Bairro da Paulista.
Preocupou-se em deixar um grande terraço, para os futuros bailes que ele ali realizou.
O sobrado existe até hoje.
Lenda urbana ou realidade?

Arquivo do blog