Se alguém ainda duvida da importância de conhecermos o passado para construirmos o nosso futuro, então que revogue todos os conhecimentos acumulados pela humanidade até a presente data. J.U.Nassif

"A força está na serenidade do ânimo e no equilíbrio dos sentimentos."

quarta-feira, julho 08, 2009

RONDON LEVA ESTUDANTES DA ESALQ À PARAÍSO DO SUL

Estudantes da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ) dos cursos de Engenharia Agronômica (EA), Engenharia Florestal (EF), Ciências Econômicas (CE), Ciências dos Alimentos (CA), Ciências Biológicas (CB) e Gestão Ambiental (GA), que concluirão a graduação ainda este ano, participarão do Projeto Rondon - Operação Nordeste-Sul, no período de 10 a 26 de julho. Para esse programa, o grupo selecionado planejou um conjunto de atividades que visam ao crescimento socioeconômico de Paraíso do Sul (RS), município com cerca de 7.500 habitantes.

A missão desses alunos, que serão coordenados pelo professor Arquimedes Lavorenti, do departamento de Ciências Exatas (LCE) da ESALQ, será a de desenvolver ações básicas em tecnologia e produção, comunicação, meio ambiente e trabalho, após levantamento das necessidades da população. Para isso, o grupo contará com o apoio do prefeito municipal de Paraíso do Sul, bem como de lideranças locais.

A equipe da ESALQ é composta pelos alunos Alex Augusto Abreu Bovo (CB), Gabriela Maria Geerdink (EA), Lucas Milani Rodrigues (GA), Luiz Felipe de Castro Galizia (EF), Mayra Fernanda Silveira (CA) e Sabrina Marucci Rodrigues (CE), que a fim de afinarem bem o conjunto de idéias e propostas que levarão, reúnem-se semanalmente para desempenharem um bom papel diante daquela comunidade. Na verdade, já estão previstas reuniões com os Rotary Clubes de Paraíso do Sul e de mais três cidades vizinhas, além de palestras, oficinas e atividades de campo envolvendo escolas de ensino médio e fundamental.

Professor Lavorenti lembra que irão seis alunos de diferentes áreas para desempenharem as ações necessárias. “Nas reuniões que realizamos aqui, tentamos discutir como vamos abordar cada uma dessas quatro principais ações de trabalho propostas. Desde o início disse a eles que o sucesso depende de todos, porque todos irão para atingir um mesmo objetivo e eles estão bastante animados”.

O professor ressalta ainda que essa participação dos alunos é como se fosse um desfecho de um curso de graduação. “Eles irão enfrentar um problema na realidade, ficarão expostos e lá não terá caderno ou livro para consultar, apenas o conhecimento que eles adquiriram durante todo o ensino superior. Aqueles que estiverem melhor preparados vão se sair bem, porque tudo isso será um grande aprendizado. Não é uma questão de ter maior ou menor nota e sim de passar por uma experiência, cujo significado os alunos carregarão pela vida inteira”.

Finalizando a entrevista Lavorenti confessa estar muito animado. “Para mim também é uma experiência nova e acredito que será ótimo, pois estarei realizando um sonho, o sonho de participar do Projeto Rondon. Na minha época de estudante não fui selecionado e depois de muitos anos, com certeza, me sentirei feliz pela oportunidade”.

O Projeto
Criado em 11 de julho de 1967, sob coordenação do Ministério da Defesa e colaboração da Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação – MEC, o Rondon, projeto de integração social, envolve atividades voluntárias de universitários e busca aproximar esses estudantes da realidade do País, além de contribuir, também, para o desenvolvimento de comunidades carentes. Desde sua criação, já realizou várias atividades de cidadania, bem-estar, desenvolvimento local, sustentável e de gestão pública. Saiba mais sobre o projeto em www.defesa.gov.br/projeto_rondon .

Paraíso do Sul
Município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. Localiza-se a uma latitude 29º40'07" sul e a uma longitude 53º08'56" oeste, estando a uma altitude de 108 metros. Possui uma área de 342,68 km². O início de sua colonização ocorreu por volta de 1857, com a chegada dos primeiros imigrantes alemães. Além dos alemães vieram, a partir de 1880, os primeiros italianos. Em 1940, Paraíso recebia o nome de Marupiara, que voltou a ser Paraíso do Sul em 1959, quando foram criados os distritos de Rincão da Porta e Vila Paraíso. Em 24 de abril de 1988, o resultado de um plebiscito mostrou a imensa vontade da população em emancipar o município. Dessa forma, em 12 de maio de 1988, foi criado o município de Paraíso do Sul, que uniu as duas localidades: Rincão da Porta e Vila Paraíso. A economia local é baseada, principalmente, na agricultura de diversos produtos, destacando-se o cultivo do arroz e do fumo.





Arquivo do blog