Se alguém ainda duvida da importância de conhecermos o passado para construirmos o nosso futuro, então que revogue todos os conhecimentos acumulados pela humanidade até a presente data. J.U.Nassif

"A força está na serenidade do ânimo e no equilíbrio dos sentimentos."

domingo, agosto 13, 2017

MARCELO MAGRO MAROUN – SOCIEDADE BENEFICENTE SÍRIO LIBANESA


PROGRAMA PIRACICABA HISTÓRIAS E MEMÓRIAS
JOÃO UMBERTO NASSIF
Jornalista e Radialista
joaonassif@gmail.com
Sábado 15 de julho de 2017

Entrevista: Publicada aos sábados no caderno de domingo da Tribuna Piracicabana
As entrevistas também podem ser acessadas através dos seguintes endereços eletrônicos:

http://blognassif.blogspot.com/










ENTREVISTADO: MARCELO MAGRO MAROUN
SOCIEDADE BENEFICENTE SÍRIO LIBANESA

 

A Sociedade Beneficente Sírio Libanesa, localizada em Piracicaba, é uma das mais tradicionais entidades do gênero no Brasil. Fundada a 16 de novembro de 1902 sua sede localiza-se a Rua Governador Pedro de Toledo, 1045, centro. Com horário de funcionamento de segunda a sexta feira das 9 às 12 horas e das 13 às 18 horas. Sábado das 9 às 13 horas. Inicialmente constituída só por imigrantes do Líbano cuja independência deu-se a 22 de novembro de 1943 e da Síria que se tornou independente como país a 17 de abril de 1946, hoje tem entre seus associados não só os imigrantes como também seus descendentes e agregados. A principio muito conservadora, restringia os associados apenas a imigrantes, sendo a sua magnífica sede suficiente para abrigá-los com conforto. Recentemente adquiriu uma área de 1.307,81 metros quadrados em local de fácil acesso e que proporcionará aos associados o espaço necessário às suas atividades. Como uma grande família, consta em seu quadro cerca de 350 associados. É necessário registrar que embora não sejam associados formalmente há um número bem maior de descendentes de imigrantes dessas duas nações, sendo sempre irmanados pela própria origem. Empreendedores, dinâmicos, festivos, emotivos, participantes, comunicativos, trazem em sua carga genética a cultura milenar de um povo. Muitos sírio-libaneses ocupam cargo de destaque em nossa cidade. A diretoria do biênio 2016/2017 é composta pelo Presidente Marcelo Magro Maroun; Vice-Presidente Tufi Buchidid; Primeiro Secretário Marco Aurélio Barbosa Mattus; Segundo Secretário Antonio Carlos Mellega; Primeiro Tesoureiro Francisco Aparecido Rahal Farhat; Segundo Tesoureiro Antonio Sérgio Calil;  Orador Oficial Elia Yussef Nader; Diretora Social Sylvana Zein; Diretora de Biblioteca Sandra Maria Elias Silva; Diretor de Patrimônio Nassif Elias Buchidid; Diretor Administrativo e Diretor de Sede Jorge Sallum Nassin. Além da diretoria há as comissões e departamentos compostos por associados. A seguir Marcelo Magro Maroun relata mais alguns detalhes.








O senhor nasceu em Piracicaba?

Nasci a 18 de janeiro de 1971, em Piracicaba, Meu pai Georges Naief Maroun era natural do Líbano, faleceu em 2012, minha mãe chama-se Mercedes Magro Maroun. Tiveram os filhos: Mateus, Angélica e Marcelo. Sou casado com Luciana Cristina Maroun, temos dois filhos: Marcelo e João Vitor.

O inicio dos seus estudos foi em qual escola?

O curso primário foi na Escola Estadual Dr. João Conceição, o ginásio foi na Escola Estadual Barão do Rio Branco, o curso colegial estudei no Colégio Anglo. Em seguida cursei Direito na Unimep, ao terminar a graduação procurei especializar-me em Direito Público, Direito Administrativo. Quer seja em licitações, contratos ou até mesmo em Direito Urbanístico, área onde fiz a minha especialização. Hoje ocupo o cargo de Procurador Jurídico do Município de Piracicaba.

Qual era a atividade do seu pai?

Ele sempre atuou no comércio. Ele chegou do Líbano com 18 anos de idade, como todo bom libanês, começou a mascatear. Até que montou um estabelecimento a Rua Benjamin Constant e depois a Avenida São Paulo, atuando no comércio até seus últimos dias de vida.

Atualmente o senhor é o Presidente da Sociedade Beneficente Sírio Libanesa, como é essa experiência?

Em 2013 e 2014 pertenci a diretoria, como diretor financeiro, cargo que continuei a ocupar nas gestões do presidente Elia Yossef Nader e posteriormente continuei na mesma função na gestão do presidente Antonio Sérgio Calil. No biênio 2016 e 2017 fui eleito por aclamação para tornar-me o presidente da entidade, com muita honra. Em novembro deste ano estaremos comemorando 115 anos. Temos estimulado a participação dos descendentes: filhos, netos, bisnetos, eles estão associando-se a Sociedade Beneficente Sírio Libanesa. Embora envolva pessoas residentes em nossa cidade, mantemos contato com outras entidades semelhantes, particularmente as localizadas em São Paulo. Há um contato com a entidade congênere de Campinas.


                                                        BANDEIRA DA SÍRIA






A origem da SBSL deu-se ao acaso?

Quando os imigrantes sírios e libaneses chegavam ao Brasil enfrentavam muitas barreiras, entre elas o idioma, costumes. Havia uma necessidade de confraternizarem-se com aqueles que haviam chegado ao Brasil anteriormente. Com a finalidade de terem um local onde pudessem reunir-se, assim como prestar a ajuda mútua, foi criada a SBSL. Logo a seguir, como demonstração de gratidão à terra que os acolheu de forma tão gentil e generosa, passaram a interagir com todos os demais segmentos. Com outras entidades congêneres, formadas por imigrantes de outras nações. Isso tem sido uma constante durante toda essa trajetória de mais de um século. Temos atualmente como meta, auxiliar nossos irmãos mais necessitados, independente da sua nacionalidade.

Qual é a relação da SBSL com a Igreja Ortodoxa?

Existe a missa Ortodoxa, que é realizada todo último domingo de cada mês, as 18 horas, na Igreja Dom Bosco Assunção, a Rua Boa Morte.  È celebrada no Rito Ortodoxo, algumas partes da celebração é feita em árabe. Geralmente quem celebra é o Padre Pedro Henrique Marsiglia que vem da Igreja São Jorge da cidade de Santos. As vezes é celebrada por um padre que vem da cidade de São Paulo.  Há uma forma de conduzir a celebração de maneira que todos acompanhem e compreendam, acabam também assimilando uma nova forma de cultura. Temos também a Missa Maronita, sempre foi realizada no penúltimo domingo de cada mês, anteriormente era celebrada na Igreja da Catedral, ela passou a ser celebrada na tradicional Igreja São Benedito, as 9:00 horas da manhã, o celebrante é o Monsenhor Jamil Nassif Abib.

Como é a relação diplomática com as representações dos dois países aqui no Brasil?

Ao menos uma vez por ano fazemos uma visita aos respectivos consulados, assim como para a Igreja Ortodoxa e para a Igreja Maronita. Os Maronitas são os Cristãos Católicos Orientais que devem seu nome a São Maron.

Um dos grandes dramas que a humanidade vive hoje é com relação o grave conflito no Oriente Médio e a massa de refugiados. Embora distantes, como é vista essa questão aqui no Brasil?

No Brasil, nos relacionamos muito bem, árabes entre si, e com relação a outros povos também imigrantes ou descendentes. Sou muito amigo, inclusive colega de profissão do Dr. Marcelo Rosenthal, que é  judeu. Tive a honra de cumprimentá-lo, abraçá-lo, em um evento onde se comemorou a independência da Síria e a Semana da Cultura Árabe.  realizada anualmente entre março e abril, na Câmara Municipal de Piracicaba, uma iniciativa do Capitão Gomes. Menciono esse fato para destacar que na própria SBSL temos sírios e libaneses, a questão dos refugiados só podemos tratar abraçando-os. Só para exemplificar, de forma mais explicita, ajudamos mensalmente o estudante S.B. (O seu nome por extenso encontra-se a disposição para que todos que possam ter interesse acessem), refugiado sírio, que estuda na Faculdade de Odontologia de Piracicaba. Ajudamos com o aluguel do pensionato e no início ajudamos inclusive na sua alimentação. Ele nos procurou, era seu desejo cursar odontologia. Ele esteve em São Paulo, foi encaminhado à Unicamp, que tem cláusulas específicas para refugiados em seu estatuto, mobilizamos a SBSL de Piracicaba junto a FOP, o assunto foi levado à esferas superiores da faculdade e foi determinada a sua inclusão após uma série de considerações, avaliações e ritos. A SBSL de Piracicaba tem feito não só o apoio material, mas também o acompanhamento do seu desenvolvimento e adaptação.

Tivemos outra situação em que o refugiado O.A.A. (Reservamos o direito de colocar só as iniciais para preservar a individualidade da pessoa) esteve aqui por um período, percebemos que ele estava profundamente traumatizado com tudo que havia vivenciado, sua saída da Síria, deixando família, pátria, amigos. Fizemos tudo que estava ao nosso alcance, inclusive com o auxílio de profissionais da área da saúde física e mental, além do apoio fraternal, de amizade, carinho. Os traumas de uma guerra são devastadores ao ser humano. Sua iniciativa foi  de solicitar meios pra locomover-se à outro país, onde iria encontrar-se com uma família conhecida. De forma solidária o ajudamos com muito prazer. São exemplos de situações que a SBSL está atuante,
                                                  BANDEIRA DO LÍBANO




Na parte cultural, além dos tracionais eventos típicos, há também as aulas de árabe?

As aulas são ministradas pelo Dr. Elia Youssef Nader, libanês, advogado, e orador oficial da SBSL. As aulas tiveram inicio em agosto de 2016, são ministradas uma vez por semana, todas s quartas-feiras das 19:30 às 21 horas. Os alunos são os associados e o publico em geral. O valor das mensalidades é simbólico, um quilo de alimento não perecível que é doado a entidades assistenciais de Piracicaba. Tivemos a satisfação de recebermos a inscrição de pessoas que não tinham a menor relação com a nossa cultura ou nossos países. Isso mostra o grau de interesse que existe sobre uma região de cultura milenar. Hoje todos os nossos alunos se forem ao Líbano ou à Síria irá comunicar-se de tal forma a entender e ser entendido através do idioma. Nós sempre comemoramos o Dia Internacional da Mulher, o Dia das Mães e o Dia dos Pais. Este ano, por decisão até mesmo, de contenção de despesas, vamos fazer o Dia da Família, a nosso ver o bem mais precioso que todos têm, será no dia 28 de julho. Novembro é um mês muito especial para nós, comemoramos a independência do Líbano assim como o aniversário da Sociedade Beneficente Sírio Libanesa de Piracicaba. Uma data muito importante para nós é também a data da independência da Síria, 17 de abril, celebrada na Semana da Cultura Árabe. Este ano, no mês de abril, abrimos as portas da SBSL para qualquer cidadão que quisesse conhecer um pouco mais da cultura árabe: trajes típicos, fotografias, filmes, músicas, conhecer a nossa tradicional sede, um patrimônio tombado.

Começou no inicio de abril e estendeu-se durante o mês todo,  tivemos as missas maronita e ortodoxa, durante a semana que celebramos a cultura árabe, realizamos um jantar, fomos homenagear nossos irmãos que já partiram. Durante o mês todo de abril tivemos sempre algum evento que resgatasse a cultura, as nossas tradições, nossas origens.
                                                                   DAMASCO


Existe um projeto para ampliar a sede?

Sempre ouvi na SBSL , como diretor, e até mesmo anteriormente principalmente pelo meu pai que foi também presidente da SBSL, acredito que foi no ano de 1985. Queriam adquirir um novo local, eles viam que os sócios estavam ficando mais idosos, com isso s limitados, e na sede temos uma escada em madeira que é uma obra de arte, no entanto, pelo fato de ser uma escada com muitos degraus, dificulta o acesso de associados. Alguns presidentes de gestões anteriores buscaram soluções práticas, foram realizados estudos, até mesmo experimentos que pareciam solucionar a questão da escada. De nada adiantou. Com a devida concordância dos ex-presidentes, ex-diretores, e atuais administradores, concluímos que deveria ser dada uma solução. Foram feitas pesquisas na cidade em busca de um imóvel ideal que tornasse realidade a nossa intenção. Encontramos um terreno com quase 1.500 metros quadrados localizado a Avenida Laranjal Paulista. Já estamos trabalhando no projeto da futura construção.

O objetivo é fazer uma sede campestre ou uma sede social?

É uma sede onde pretendemos realizar algumas reuniões, realizarmos todas as nossas reuniões festivas, todos os nossos eventos, deixarmos um espaço para churrasqueira. Há ainda a perspectiva de locação do salão para eventos. O número de salões disponíveis para locação em Piracicaba é inferior a demanda. A Sociedade é Beneficente, nós pretendemos arrecadar dinheiro para poder praticar com mais intensidade a beneficência. Se alguém precisar de uma cadeira de rodas nós temos o dinheiro para adquirir. Esse tipo de solidariedade nunca deixou de existir na SBSL. Em março de 2016 fizemos doação para a Catedral de Santo Antonio. Em maio doamos leite longa vida, arrecadados no evento do Dia das Mães, foram dados para as Meninas dos Olhos de Deus de Piracicaba, adolescentes que de uma forma ou outra foram maltratados. Doamos no mesmo mês leite longa vida para a APAE Associação de Pais e Amigos de Excepcionais de Piracicaba. Nesse mesmo mês de maio fizemos a doação de 96 caixas de medicamentos conforme listagem solicitada para o Banco de Remédios de Piracicaba. Ainda no mês de maio através de colaboração com o Lions Clube Piracicaba Cruzeiro do Sul ajudamos em um evento denominado Almoço Porco na Fornalha, com a venda de convites. Em agosto de 2016 doamos 222 litros de leite longa vida, arrecadados no Dia dos Pais e doados para a Casa do Bom Menino. Fizemos uma doação para a Igreja Ortodoxa que desenvolve diversos trabalhos em São Paulo. Teve a Páscoa Forense, ajudamos adquirindo convites e ajudando em outras despesas que eles tiveram de custos. Em setembro de 2016 fizemos uma doação para a Fraternidade Cristã que assiste pessoas com deficiência. Em novembro de 2016 fizemos a doação de 444 litros de leite longa vida para a Creche Ada Dedini Ometto, resultantes de um evento que fizemos na solenidade de aniversário da SBSL e Independência do Líbano. Nesse mesmo mês fizemos uma doação para o Chá Beneficente da Associação Ilumina. Fizemos uma aquisição beneficente para o Centro de Reabilitação de Piracicaba, no mês de novembro. Em  dezembro de 2016 A SBSL fez a doação de um auxilio para a aquisição de cestas de Natal feita pela Conferência de Santo Antonio da Sociedade de São Vicente de Paula. Em maio de 2017 foram arrecadadas 180 unidades de leite longa vida , durante a Semana de Cultura Árabe e doadas à Escola de Mães. Em maio de 2017 através de compra de convites, voltamos a ajudar outro evento Porco na Fornalha, promovido pelo Lions Clube Piracicaba Cruzeiro do Sul.


                                                                    LÍBANO

Essas entidades são selecionadas com qual critério para receberem doações?

Eles normalmente encaminham um ofício. Nós também costumamos procurar junto ao Fundo Social da Prefeitura as entidades mais necessitadas. Não é uma deliberação do presidente da SBSL. Levo o assunto para uma sessão ordinária, ou convoco uma sessão extraordinária, a pauta é votada, sempre é aprovada, estamos lá pra fazer isso. Salvo algo que extrapole o que podemos fazer. Se não temos como atender integralmente, procuramos ajudar parcialmente, em caso de necessidade.

Como o senhor vê a imigração árabe para o Brasil?

Eu diria que historicamente ela é fundamental. Da mesma forma como os brasileiros contribuíram muito com os libaneses, com os sírios, com os árabes, eu acredito que nós retribuímos isso. Hoje você pode pegar em todos os segmentos: quer seja na política, medicina, engenharia, advocacia, jornalismo, nós temos uma representatividade. Vamos pensar desde o inicio, mascateamos, abrimos comércio, geramos empregos, abrimos empresas, incrementamos o comércio, a parte econômica e financeira do Brasil, assim como outros imigrantes colaboraram os japoneses, italianos, alemães, enfim toda gama de imigrantes que veio para o Brasil. Temos muito orgulho do que o nosso povo já contribuiu, contribui e contribuirá para com o Brasil. Sempre não se esquecendo da acolhida que recebemos dos brasileiros. Pessoalmente atribuo tudo à minha família aos meus filhos e a minha esposa. Sempre afirmo que ao lado de um grande homem sempre há uma grande mulher.

Arquivo do blog